Portas Abertas divulga nova Classificação da Perseguição Religiosa

Segundo a Portas Abertas, existem mais de 100 milhões de cristãos perseguidos atualmente

 

A organização cristã internacional Portas Abertas publicou nessa quarta-feira (13) a nova Classificação da Perseguição Religiosa, que lista os 50 países com maior grau de perseguição para com aqueles que seguem a Cristo.

A classificação é atualizada anualmente com base em pesquisas da Portas Abertas Internacional nos mais de 60 países onde atua. É considerado as leis no país, a postura das autoridades, da sociedade e da família em relação a cristãos, novos convertidos e igreja. Um questionário cobrindo esses aspectos determina a posição do país na classificação.

A pontuação da pesquisa também determina se o nível de perseguição é Extrema, quando as leis do país são regidas de forma a tirar toda a liberdade do cristão, levando-o à prisão, tortura e morte. Severa, se as leis do país podem não ser específicas quanto ao culto aberto e à religião, mas há perseguição tanto do governo, quanto da família, sociedade e grupo ao qual o cristão pertence. A violência também está presente nesse caso, mas de maneira mais esporádica e pontual. Alta, quando apesar da legislação do país permitir a prática de outras religiões, que não a oficial, grupos religiosos minoritários enfrentam a perseguição, através de violência, abusos de autoridade, ofensas e até prisões.

Segundo os dados, o islamismo radical é a principal fonte de perseguição na Classificação de 2016 (35 dos 50 países) e dois novos países entraram na lista, Bahrein (48º) e Níger (49º). A Coreia do Norte segue pelo 14º ano consecutivo em primeiro lugar na classificação.

A lista com o perfil e todas as informações sobre os países, você encontra aqui.

 4233606
* Com informações do site.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*