5 músicas que falam da maior esperança humana

“Porque, assim como o relâmpago risca o céu, do nascente até o poente, assim será a vinda do Filho do Homem. Depois daqueles dias de sofrimento, o sol ficará escuro, e a lua não brilhará mais. As estrelas cairão do céu, e os poderes do espaço serão abalados. Então o sinal do Filho do Homem aparecerá no céu. Todos os povos da terra chorarão e verão o Filho do Homem descendo nas nuvens, com poder e grande glória.  A grande trombeta tocará, e ele mandará os seus anjos para os quatro cantos da terra. E os anjos reunirão os escolhidos de Deus de um lado do mundo até o outro” [Mateus 24.27, 29-30]

Imaginou a cena? Eu espero você. Lê de novo e crie a cena. Vai lá!

[…]

Se tem um assunto que me enche o coração é ouvir, ler ou falar deste momento espetacular. Isso me faz lembrar de um composição antiga. Almeida Sobrinho, um dos compositores dos clássicos cânticos da harpa cristã, fez muitos de nós cantar que a nossa Esperança é a Sua vinda e é essa esperança que deve nos inundar ao ponto de viver cada dia como se estivesse às vésperas de Sua voltaTalvez, assim, não perderíamos tanto tempo com o que é passageiro, como as discussões rasas e soberbas que tomam conta de redes sociais por motivos que nada mais são que o próprio cumprimento da Palavra, do tempo. Do tempo que “todos os odiarão por serem meu seguidores” [Mateus 24.9].

Mas este não é o fim. O cumprimento das profecias não representam o fim, mas o começo da fé daquele que espera chegar o grande dia do Senhor, que aguarda pelo momento em que amanhecerá a Esperança. Como a estrela da manhã em meio as nuvens. Linda! Não maquiada, não descoberta ainda.

Será o começo. O começo de um tempo sem pranto, angústia, nem dor, nem morte. Lá cantaremos ‘comigo estás, comigo estás!’.

Serão as ruas como me contaram? Serão realmente feitas de ouro? E Jerusalém, será construída no mesmo lugar? Como pode haver um mar de cristal se o mar deixou de existir? Todas estas perguntas me importunam, mas eu apenas não me importo. Porque eu quero estar . Eu só quero estar .

Enquanto espero, me lembro que toda dor é por enquanto, mas a alegria da Esperança é daqui até o fim e eternamente. Sabendo que aquilo que nos espera jamais pôde passar pela mente humana.


Warning: Division by zero in /home/u423676259/public_html/wp-content/plugins/gallery-video/includes/class-gallery-video-template-loader.php on line 26

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*