Qual é a maior voz cristã do Brasil?

Aproveitando o Dia Mundial da Voz, resolvemos lançar uma questão: qual é a maior voz da música cristã brasileira? De cara você pode ter respondido Leonardo Gonçalves, Thalles Roberto, Aline Barros [última e maior vencedora do Grammy Latino na categoria música cristã], e por ai vai. Podemos considerar a técnica, a história, o estilo musical e inúmeras outras características que são relevantes na hora de escolher que voz escutar. De fato é dificílimo cravar uma resposta. Tudo depende do gosto de cada um. Tem gente que prefere a voz rock do Mauro Henrique no Oficina G3 à “simplicidade” dos irmãos Arrais.

Então entremos num acordo. O Guia vai trazer alguns nomes e você vai avaliar se bate com a sua lista. Consideramos a técnica, alcance das produções e a bagagem histórica para citar esses três nomes. Certamente faltará alguém. O que não representa algo negativo. Bom mesmo é termos tantas vozes espetaculares para ouvir.

Leonardo Gonçalves

É impossível falar de voz e não citar aquele que é presença certa na playlist nossa de cada dia e considerado por muitos a maior voz masculina de todos os tempos no meio cristão. Leonardo Gonçalves nasceu no meio musical. Seu pai foi barítono do quarteto do Arautos do Rei [da igreja Adventista do Sétimo Dia] e aos sete anos ele já estudava Viola de Gamba no monastério de Lune, na cidade de Lunenberg, Alemanha. Aliás, ele só veio para o Brasil aos 15 anos, que foi quando ele começou a cantar no Coral Jovem do IASP de Hortolândia e no grupo Tom de Vida. Já adulto, Leo se destacou no grupo Novo Tom e logo gravou seu primeiro disco solo “Poemas e Canções” em 2002. Ele é casado com Daniela Araújo, uma das vozes do momento e que poderia estar tranquilamente nessa lista.

Ao falarmos em técnica vocal lembramos logo dos corais, grupos, quartetos, quintetos, x-tetos que renderam grandes vozes. Puxando da memória, além do Leonardo G. e a Daniela A. que eclodiram no conjunto do Novo Tom, temos Sérgio Saas [Raiz Coral], Melk Villar, Jéssica Augusto [Coral Resgate], entre outros.

Aline Barros

Aline Barros é vencedoras de três Grammys Latinos [2011, 2012 e 2014] e intérprete das canções mais cantadas nas igrejas pentecostais. No Facebook, a cantora tem mais de 13 milhões de seguidores em sua página oficial [uma das cantoras mais seguidas no mundo]. São mais de 20 anos de carreira e 7 milhões de discos vendidos, já variou entre produções nacionais, internacionais e até infantil. Quem não se lembra da música “Consagração” do seu primeiro álbum Sem Limites, em 1994? Com tanta bagagem, Aline não faltaria nessa lista.

Podemos ainda citar os populares Thalles Roberto, Ana Paula Valadão [Diante do Trono], André Valadão, Paulo César Baruk entre outras tantas vozes que alcançam um número enorme de ouvintes em todo o Brasil.

Shirley Carvalhaes

Outro dia uma senhora me parou e me perguntou: “você conhece Shirley Carvalhaes?” Uma das pioneiras da música cristã brasileira contemporânea, ela fez muito sucesso nos anos 80 e 90 nos toca-fitas dos rádios de nossos pais. São cerca de 40 anos de carreira, mais de 30 discos gravados e incontáveis vendidos [estimasse entre 15 e 20 milhões]. Com uma voz marcante, forte; um de seus grandes sucessos foi “De coração para coração”, ainda em 1993.

Ainda revirando o baú, podemos lembrar de Matos Nascimento, Rose Nascimento, Oséias de Paula, Álvaro Tito. Todos donos de vozes que marcaram a história de nossa música cristã.

QUE TAL OUVIR UMA VOZ NOVA?

Poderíamos dar aqui uma lista infinitas de nomes. Na verdade nosso objetivo aqui não é ter a audácia de escolhermos uma voz, mas celebrar tantas vozes boas que temos.

A Elines Gomes, 20 anos, é envolvida com música cristã desde de que nasceu. Hoje,  é Ministra de Louvor na Igreja Batista Missão e Vida e estuda Ministério Musical no Instituto Canzion e considera a voz de Fellipe Valente sua preferida do momento. “Acho que a voz dele [Fellipe Valente] tem um timbre bem brasileiro. Me lembra Bossa Nova, MPB. Consegue variar suavidade e agressividade no tempo certo.”

Dentro dessa linha de nomes não tão conhecido da massa, podemos indicar:  Lorena Chaves, Paulo Nazareth [Crombie], Laura Souguellis, Marcela TaísMarcus Almeida [Palavra Antiga], Daniela Otero [Ministério ZOE], e tantos outros que fazem a diferença proporcionando estilos novos e cheios de qualidade.

1 Trackback / Pingback

  1. O guia musical | Rotineiras

Comments are closed.